Kayla Harren

🇬🇧Kayla is the illustrator in the …Like You series, a collection of books that fosters tolerance and empathy values. You can find her on Instagram at @kaylaharren.

How would "once upon a time, there was a little girl called Kayla" go? What story would it tell us?
Once upon a time, there was a little girl named Kayla who loved animals and drawing pictures. The story would tell of many hours spent quietly watching critters in the backyard followed by many more hours quietly drawing those critters, and on and on until the day she finally got paid to do these beloved activities.

How did you find yourself in the pages of picture books?
I think reading books is the best way to develop empathy. I feel like I was able to connect with every book I read as a kid by pretending I was the character. I would try to predict the ending by asking myself, "What would I do in this situation?" and trying to understand why each character acted the way they did.

When you create a story, do you ever try to transform the little child who will delight with your illustrations? If so, how and what is your main purpose?
I would rather inspire curiosity than try to change anyone. My only hope is that a child feels inspired to look closely at the details in my drawings and ask questions. I want kids to feel rewarded for being observant.

If you could choose any existing book, which one would you have liked to have written/illustrated yourself?
My favorite story is the “His Dark Materials” trilogy by Philip Pullman. I would love to draw Lyra's worlds, especially the daemons!

If given the chance, who would you hug today?
I am so grateful I get to give many hugs each day to my husband and dogs.

...

🇵🇹Kayla é a ilustradora da série …Like You, uma coleção que promove valores de tolerância e empatia. Podem encontrá-lo no Instagram em @kaylaharren.

Como seria o "Era uma vez uma menina chamada Kayla”? Que história nos contaria?
Era uma vez uma menina chamada Kayla, que adorava animais e desenhar. A história contaria sobre muitas horas passadas silenciosamente a observar criaturas no quintal, seguidas de muito mais horas a desenhar silenciosamente essas criaturas, e assim sucessivamente, até ao dia em que ela finalmente foi paga para fazer estas actividades de que tanto gostava.

Como foste parar às páginas de um livro infantil?
Penso que a leitura de livros é a melhor forma de desenvolver empatia. Sinto que fui capaz de me ligar a cada livro que li quando era criança, ao fingir que era a personagem. Tentava prever o final perguntando-me: "O que faria eu nesta situação?" e tentando compreender porque é que cada personagem agira da forma que agira.

Quando crias uma história, tentas transformar a criança que vai deliciar-se com as tuas ilustrações? Se sim, de que forma e qual o teu principal propósito?
Prefiro inspirar curiosidade do que tentar mudar alguém. A minha única esperança é que uma criança se sinta inspirada a olhar atentamente para os detalhes dos meus desenhos e a fazer perguntas. Quero que as crianças se sintam recompensadas por serem observadoras.

Dada a possibilidade de escolher qualquer um, que livro gostarias de ter escrito e ilustrado?
A minha história preferida é a trilogia "His Dark Materials" de Philip Pullman. Adoraria desenhar os mundos de Lyra, especialmente os demónios!

Se pudesses, a quem darias um abraço apertado hoje?
Sinto-me tão grata por poder dar muitos abraços todos os dias ao meu marido e aos meus cães.

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos