Tom Gauld

Tom Gauld

🇵🇹 Tom Gauld é o autor de O Pequeno Robot de Madeira e a Princesa de Lenha. Podem encontrá-lo no Instagram em @tomgauld.

Como seria o "Era uma vez um menino chamado Tom”? Que história nos contaria?
Era uma vez um rapazinho chamado Tom e ele adorava desenhar. Então ele desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou e desenhou. O fim.

Como foste parar às páginas de um livro infantil?
Sempre gostei de livros ilustrados, mas quando tive duas filhas, lia-lhes muitos livros em voz alta e senti que ganhei uma compreensão muito melhor sobre a sua forma. Senti-me inspirado a tentar fazer o meu próprio livro e apercebi-me que um conto de fadas que tinha inventado para as meninas para a hora de ir dormir, sobre uma princesa transformada em tronco enquanto dormia, poderia dar uma boa história.

Quando crias uma história, tentas transformar a criança que vai descobrir a tua obra? Se sim, de que forma e qual o teu principal propósito?
Enquanto estava a criar 'O Pequeno Robot de Madeira e a Princesa de Lenha' pensei nos livros de que gostava quando era pequeno, mas também naqueles que agora gostava de ler às minhas filhas. Não queria realmente fazer muito mais do que fazer uma história que pudesse encantar e intrigar uma criança e o adulto que lê para elas. Penso que a leitura antes de ir dormir é um momento bonito e importante e só queria ajudar.

Dada a possibilidade de escolher qualquer um, que livro gostarias de ter escrito e ilustrado?
Quando era miúdo, senti-me arrebatado pelo O Hobbit. Adorava a forma como o livro conjurava todo um outro mundo credível em prosa, imagens e mapas. Adorava escrever qualquer coisa com metade da qualidade.

Se pudesses reencontrar-te em criança, que conselho darias a ti própria?
Este ano arranjámos uma gata chamada Luna. Ela é muito querida, mas não gosta muito de ser acariciada. Espero que um dia ela deixe toda a família dar-lhe um abraço.

…

🇬🇧 Tom Gauld is the author of The Little Wooden Robot and the Log Princess. You can find him on Instagram at @tomgauld.

How would "once upon a time, there was a little boy called Tom” go? What story would it tell us?
Once upon a time there was a little boy called Tom and he loved to draw. So he drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew and drew. The end.

How did you find yourself in the pages of picture books?
I’ve always liked picture books but when I had two daughters, I read loads of books aloud to them and felt I got a much better understanding of the form. I was inspired to try and make my own book and I realised that a bedtime fairytale that I’d invented for the girls about a princess turned into a log when she slept, might make a good story. 

When you create a story, do you ever try to transform the little child who will be on the other side of your work? If so, how and what is your main purpose?
When I was making ‘The Little Wooden Robot and the Log Princess’ I was thinking of the books I liked when I was little, but also the ones I liked reading to my daughters now. I really didn’t want to do much more than make a story that could charm and intrigue a child and the adult reading to them. I think bedtime reading is a beautiful and important moment and I just wanted to help.

If you could choose any existing book, which one would you have liked to have written/illustrated yourself?
As a kid I was blown away by the Hobbit. I loved the way the book conjured a whole, believable other world in prose, pictures and maps. I’d love to write anything half as good as that.

What advice would you give your younger self if you could go back in time?
We got a cat called Luna this year. She’s lovely but she’s not very keen on being petted. I’m hoping she will let all the family hug her one day.

Voltar para o blogue

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários necessitam de ser aprovados antes de serem publicados.