Sarah Massini

Sarah Massini

🇵🇹 Sarah Massini é a autora de A Menina e o Dinossauro. Podem encontrá-la no Instagram em @sarah_massini.

Como seria o "Era uma vez uma menina chamada Sarah”? Que história nos contaria?
"Era uma vez uma menina chamada Sarah... cuja família se mudou para muitos países diferentes. A cada três ou quatro anos, havia uma reviravolta: uma nova casa num lugar que lhe parecia (e era!) estranho, e uma escola desconhecida onde tinha de fazer novos amigos. Mas a sua única constante e o seu escape - o seu lugar sempre feliz - eram os seus desenhos e pinturas."

Como foste parar às páginas de um livro infantil?
Já ilustrava histórias na escola. Mas graças à pressão parental, acabei por estudar design gráfico na faculdade de artes. Gradualmente, porém, passei pelo design corporativo e depois para a edição como designer de livros infantis e, finalmente, graças ao apoio do meu maravilhoso marido, acabei onde sempre quis estar. A ilustração foi uma atracção inexorável nas minhas carreiras anteriores que eu não conseguia controlar. Simplesmente tinha de ser.

Quando crias uma história, tentas transformar a criança que vai descobrir a tua obra? Se sim, de que forma e qual o teu principal propósito?
Tudo o que espero é que a criança e o leitor gostem de um livro ilustrado por mim. Que sejam transportados para um lugar excitante e reconfortante, que desperte a sua imaginação e que proporcione um momento de ligação profunda entre ela e o leitor. É claro que o processo criativo também é completamente absorvente. Ou seja, como fazer com que a composição, a textura, a cor, etc., etc., sejam o melhor possível dentro das capacidades que tenho à minha disposição.

Dada a possibilidade de escolher qualquer um, que livro gostarias de ter escrito e ilustrado?
Sou uma grande fã de Mark Janssen - ele já sabe disto. :-))) O seu livro “Ilha” é um tour de force ilustrativo.

Se pudesses reencontrar-te em criança, que conselho darias a ti própria?
SEGUE O TEU PRÓPRIO CAMINHO. Tu és suficientemente boa.

…

🇬🇧 Sarah Massini is the illustrator of The Girl and the Dinosaur. You can find her on Instagram at @sarah_massini.

How would "once upon a time, there was a little girl called Sarah” go? What story would it tell us?
“Once upon a time, there was a little girl called Sarah… whose family moved to lots of different countries. Every three or four years there was an upheaval; a new home in a place that felt (and was!) foreign to her, and an unfamiliar school where she had to make new friends. But her one constant and her escape - her forever happy place - was in her drawings and paintings.”

How did you find yourself in the pages of picture books?
I was already illustrating stories whilst at school. But thanks to parental pressure, I ended up studying graphic design at art college. Gradually though, I steered myself via corporate design and then on to publishing as a children’s book designer, and finally, thanks to my wonderful husband’s support, I ended where I’d wanted to be all along. Illustration was an inexorable pull through my previous careers that I couldn’t control. It simply had to be.

When you create a story, do you ever try to transform the little child who will be on the other side of your work? If so, how and what is your main purpose?
All I hope for is that the child and the reader will enjoy a book I’ve illustrated. That they’ll be transported somewhere exciting and comforting, that it’ll spark their imagination, and that it’ll bring a moment of extra bonding between them and the reader.

The creative process is of course completely absorbing too. I.e., how to make the compositon, texture, colour, etc, etc, the best I can within the skill-sets I have at my disposal.

If you could choose any existing book, which one would you have liked to have written/illustrated yourself?
I’m a huge fan of Mark Janssen - he knows this already. :-))) His book ‘Island’ is an illustrative tour de force.

What advice would you give your younger self if you could go back in time?
FOLLOW YOUR OWN PATH. You are good enough.

Voltar para o blogue

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários necessitam de ser aprovados antes de serem publicados.