Jacqueline Alcántara

🇬🇧Jacqueline is the illustrator of “Freedom Soup”, among others. You can find her on Instagram @_jacqueline_alcantara.

How would "once upon a time, there was a little girl called Jacqueline" go? What story would it tell us?
I think I’m working on writing that story right now! But I was a very active kid who loved to play outside, make things (very poorly - lots of duct tape was involved), play at the beach, dance, do gymnastics, etc! Half of my family lives in Honduras so there was always a part of me that felt distant and curious about this other half.

How did you find yourself in the pages of picture books?
I found myself in characters like the mouse in “Goodnight Moon”, the kids in “Jumanji”, the dog in “Good Dog Carl”. I liked characters and books that were getting away with something, that were sneaky, funny and smart.

When you create a story, do you ever try to transform the little child who will be delighted with you illustrations? If so, how and what is your main purpose?
I think I just like to hope that the stories and illustrations create a stronger sense of curiosity in the world, that they end with questions about different places, people, cultures, that they leave a desire to learn more, experience different worlds - a strong sense of curiosity transforms us all.

If you could choose any existing book, which one would you have liked to have written/illustrated yourself?
Oh that’s such a hard question. I don’t think I’d change anything about the illustrations in the books I love most. And they are all such a product of their times. I’m best suited to illustrate stories created today.

If given the chance, who would you hug today?
I’d like to give my 2 nephews - Rohan and Benji - a HUGE hug today. It’s been well over a year since I was able to do so and it’s killing me!

...

🇵🇹Jacqueline é a ilustradora de “Freedom Soup”, entre outros. Pode encontrá-la no Instagram em @_jacqueline_alcantara.

Como seria o "Era uma vez uma menina chamada Jacqueline”? Que história nos contaria?
Acho que estou a trabalhar para essa história agora mesmo! Mas eu era uma criança muito ativa que adorava brincar lá fora, fazer coisas (muito mal - havia muita fita-cola envolvida), brincar na praia, dançar, fazer ginástica, etc! Metade da minha família vive nas Honduras, por isso havia sempre uma parte de mim que se sentia distante e curiosa sobre esta outra metade. 

Como foste parar às páginas de um livro infantil?
Reconhecia-me em personagens como o rato em "Goodnight Moon", as crianças em "Jumanji", o cão em "Good Dog Carl". Gostava de personagens e livros em que as personagens se safavam com algo, que eram sorrateiras, engraçadas e inteligentes.

Quando crias uma história, tentas transformar a criança que vai deliciar-se com as tuas ilustrações? Se sim, de que forma e qual o teu principal propósito?
Creio que só gosto de esperar que as histórias e ilustrações criem um sentido de curiosidade mais forte pelo mundo, que terminem com questões sobre diferentes lugares, pessoas, culturas, que deixem o desejo de aprender mais, experimentar mundos diferentes - um forte sentido de curiosidade transforma-nos a todos.

Dada a possibilidade de escolher qualquer um, que livro gostarias de ter escrito e ilustrado?
Essa é uma pergunta tão difícil. Acho que não mudaria nada nas ilustrações dos livros de que mais gosto. Todos eles são um produto tão do seu tempo. Eu sou mais indicada para ilustrar histórias criadas hoje.

Se pudesses, a quem darias um abraço apertado hoje?
Gostaria de dar aos meus 2 sobrinhos - Rohan e Benji - um ENORME abraço hoje. Já passou mais de um ano desde que o pude fazer e isso está a dar cabo de mim!